Opini√£o dos Leitores

Newsletter

Tradutor

Livros & Leituras TV

Entrevistas

Infanto-Juvenil

As Histórias do Panda Simão

G√ČNERO - Infanto-Juvenil

alt

√Č um panda. Chama-se Sim√£o e est√° a crescer. Cabe √† sua fam√≠lia ensinar-lhe as "Boas Maneiras".

Com a mãe aprende a cumprimentar a e a agradecer. Com os avós, Simão vai descobrir porque devemos ser pontuais e desculpar-nos quando não procedemos corretamente com os outros.

O que será que Simão descobrirá também com o Pai Panda e as suas manas?

__________

C√°tia Mendes Serra

As Histórias do Panda Simão

Edi√ß√Ķes Vieira da Silva


Add a comment

Carolina Beatriz √āngelo ‚Äď Pioneira na Cirurgia e no Voto

G√ČNERO - Infanto-Juvenil

alt

Chama-se Carolina Beatriz √āngelo ‚Äď Pioneira na Cirurgia e no Voto. Trata-se de uma grande obra de Jos√© Ruy.

A banda desenhada √© dedicada a jovens e adultos e √© muito interessante. Retrata a vida de Carolina Beatriz √āngelo (1878-1911), a primeira mulher a operar¬†em Portugal.

Além de médica, foi uma mulher ligada à intervenção política e social. Defensora dos direitos e da emancipação das mulheres, foi uma das principais ativistas da sua época, tendo lutado por causas como a do sufrágio feminino.

__________

José Ruy

Carolina Beatriz √āngelo ‚Äď Pioneira na Cirurgia e no Voto

√āncora Editora


Add a comment

A avó que sonhava o mar

Avalia√ß√£o: / 1
FracoBom 

G√ČNERO - Infanto-Juvenil

alt

‚ÄúA av√≥ que sonhava o mar‚ÄĚ √© um livro-poema com p√°ssaros de papel e vento norte. Uma hist√≥ria t√£o suave como as ondas que embalam os barcos e os sonhos quando a lua espreita. Podem os olhos de uma boneca de trapos ser um lugar m√°gico e intemporal onde o passado e o futuro se unem e se confundem numa hist√≥ria de ternura?

Com texto de Lurdes Breda e ilustra√ß√Ķes de Joana Rita, numa edi√ß√£o da Textiverso, ‚ÄúA av√≥ que sonhava o mar‚ÄĚ √© uma narrativa para crian√ßas escrita e ilustrada a pensar nos av√≥s. Ou talvez seja uma narrativa para os av√≥s escrita e ilustrada a pensar nas crian√ßas. √Č, acima de tudo, um entrela√ßar de afetos, uma ponte intergeracional que, numa linguagem simples e po√©tica, complementada por imagens de grande delicadeza, nos conduz √† magia da inf√Ęncia e aos valores da fam√≠lia.

__________

Lurdes Breda e Joana Rita (Ilust.)

A avó que sonhava o mar

Textiverso


Add a comment

Carlota e o gato Pinky

Avalia√ß√£o: / 1
FracoBom 

G√ČNERO - Infanto-Juvenil

alt

Neste livro temos dois amigos. São, na verdade, os dois protagonistas da história. Carlota e o Gato Pinky pretende ser uma coleção onde o Gato Pinky vai contando histórias divertidas, mas verdadeiras, à sua amiga Carlota, uma menina de 7 anos.

 Os gatos são amados por muitos humanos, mas sabias que os gatos já foram tratados como deuses no tempo do Antigo Egito?

Ser√° que depois de se ler esta obra mudamos a nossa maneira de olhar para este amigo?

__________

Carolina Sousa

Carlota e o gato Pinky

Edi√ß√Ķes Vieira da Silva


Add a comment

Nicajoaninha

Avalia√ß√£o: / 1
FracoBom 

G√ČNERO - Infanto-Juvenil

alt

Xana teve uma gravidez perfeitamente normal, sem queixas e sem sobressaltos. Todas as ecografias e todos os diagnósticos indicavam que a criança seria normal e saudável. Joana acabou por nascer num domingo de Páscoa. Era uma menina aparentemente saudável, mas a situação alterou pouco tempo após o nascimento, pois a criança foi imediatamente levada para a incubadora, devido a dificuldades respiratórias.

Quando os pais visitaram a filha pela primeira vez, estava Joana na incubadora e com gesso num bra√ßo. Uma fratura no √ļmero. Este foi apenas um dos momentos caricatos passados por esta crian√ßa.

Até ao momento, já fez despiste a várias doenças. Infelizmente, todos os exames têm dado negativo, o que faz com que os pais vivam em constante agonia e preocupação…

__________

Ana de Carvalho

Nicajoaninha

Chiado editora


Add a comment

PUB

NOVIDADES

A FRASE

O senhor não daria banho a um leproso nem por um milhão de dólares? Eu também não. Só por amor se pode dar banho a um leproso. (Madre Teresa de Calcuta)

Originais

Opini√£o