Opinião dos Leitores

Newsletter

Tradutor

Livros & Leituras TV

Entrevistas

Grandes Clássicos Estrangeiros

A ilha do tesouro

GÉNERO - Grandes Clássicos Estrangeiros

4alt

Para muitos, este foi certamente o primeiro verdadeiro livro de aventuras que leram! A ilha do tesouro de Stevenson, como obra incontronável da literatura de viagens que é, faz hoje parte do Plano Nacional de Leitura, sendo um dos livros recomendados para o sétimo ano, em Portugal. Trata-se de uma história de piratas repleta de personagens inesquecíveis: Jim Hawkins, o jovem que encontra um mapa de um tesouro, o capitão Smollett, o heróico Dr. Livesey, o bom coração Trewlaney, o assustador Blind Pew, o ambíguo Long John Silver, entre muitos outros pirantas que povoam as aventuras destas páginas! De simples história de piratas, a obra evolui para a narração de um processo de crescimento do próprio Jim, entre lições sobre a amizade, a lealdade, a coragem e a honra. Para ler ou reler, agora numa edição da Guerra & Paz.

__________

Robert Louis Stevenson

A ilha do tesouro

Guerra & Paz


Add a comment

Anna Karenina

GÉNERO - Grandes Clássicos Estrangeiros

alt

Leia o livro e veja o filme. O inverso também não deixa de ser interessante. É uma sugestão. Temos à nossa frente um dos maiores clássicos da literatura universal. Anna Karenina, de Leão Tolstoi, apresenta-se aqui numa edição atualizada e anotada a partir do original russo.

Por entre o frio de Moscovo e as neblinas geladas de São Petersburgo, uma história de amor imortal que nasce com um simples olhar. Uma paixão trágica que tudo abandona para se dedicar ao amor de um único homem. Uma heroína tão intensa e comovedora como Madame Bovary e a Dama das Camélias, que eternizou o nome de Leão Tolstoi colocando-o na galeria dos grandes génios da literatura universal.

__________

Leão Tolstoi

Anna Karenina

Publicações Europa-América


Add a comment

A náusea

GÉNERO - Grandes Clássicos Estrangeiros

alt

Jean-Paul Sartre, o pai do existencialismo que Vergílio Ferreira tanto venerava, é um autor de vários géneros literários. O filósofo parisiense escreveu romances, ensaios e teatro. Tudo servia para expor as suas conceções filosóficas.

A Náusea, publicado em 1938, tinha Sartre apenas 33 anos, é o seu primeiro romance e aquele que o projetou neste género. Aqui, o autor retrata com realismo a vida e as pessoas que habitam numa cidade da província, explorando a fundo o absurdo da condição humana.  Uma sensação de desorientação e confusão face a um mundo aparentemente sem sentido e absurdo.

O protagonista da história é Antoine Roquentin. Este  historiador desloca-se à cidade de Bouville para biografar o marquês de Rollebon. Em pouco tempo, percebe que a história de vida que iria escrever era um desencanto e aquela cidade desumana.

__________

Jean-Paul Sartre

A Náusea

Publicações Europa-América
Add a comment

O grande Gatsby

GÉNERO - Grandes Clássicos Estrangeiros

alt

O grande Gatsby foi, indubitavelmente, o grande sucesso da curta vida do escritor americano F. Scott Fitzgerald, transformando-se num clássico da literatura norte-americana. A história retrata os turbulentos anos 20 do século XX na América e constitui uma sátira ao “sonho americano”. O autor idolatra os ricos mas não se conforma com toda a decadência à qual conduz o materialismo exacerbado e a imoralidade.

Mas quem era, afinal, Gatsby? Ninguém sabe ao certo, apenas que dava festas, ao som do tradicional jazz, na sua mansão de Long Island, na esperança de que o seu antigo amor, Daisy, aparecesse numa delas. Viria, entretanto, a descobrir que ela tinha casado com um milionário enquanto estivera mobilizado na Europa, a combater na I Guerra Mundial.

Considerado um dos melhores romances em língua inglesa de sempre, a sua actualidade será eterna, devido à angustiante percepção do valor do dinheiro que veicula.

__________

F. Scott Fitzgerald

O grande Gatsby

Publicações Europa-América


Add a comment

A paixão de Jane Eyre

GÉNERO - Grandes Clássicos Estrangeiros

alt

As Publicações Europa-América presenteiam-nos com mais um clássico da literatura. A obra foi publicada pela primeira vez há mais de 150 anos. Já nessa altura, foi um enorme sucesso de popularidade. Só para se tentar perceber, imagine-se o que seria alguém ousar falar da independência das mulheres no século XVIII.

Estamos perante um livro intemporal. O assunto promete continuar a dar que falar, daí continuar a ser recuperado por editores de todo o mundo..

Em A paixão de Jane Eyre estamos perante uma história de uma órfã que resolve passar a evidenciar um espírito de total independência.

O que poderá acontecer a uma jovem quando resolver repudiar noivos, ser auto-suficiente ou mudar até a sua própria identidade?

__________

Charlotte Brontë

A paixão de Jane Eyre

Publicações Europa-América


Add a comment

PUB

NOVIDADES

A FRASE

O senhor não daria banho a um leproso nem por um milhão de dólares? Eu também não. Só por amor se pode dar banho a um leproso. (Madre Teresa de Calcuta)

PUB

Faixa publicitária

Originais

Opinião