Opinião dos Leitores

Newsletter

Tradutor

Livros & Leituras TV

Entrevistas

Reflexões do diabo

GÉNERO - Fantástico

 

“Sou aquele a quem chamam o Diabo, o demónio, o mafarrico, o chifrudo, o cão, entre outras dezenas de nomes que as gentes foram inventando para me designar e denegrir. [...] Sou mais modesto do que pensam e, tendo estudado todas as formas de conhecimento e explicação das coisas que existem, tanto verdadeira queanto as falsas, aquelas já provadas e as que nunca poderão ser demonstradas, os produtos mais brilhantes da cogitação e os totais disparates, sei bem de onde venho e para onde vou.”

 

O texto questiona a natureza da figura do Diabo e permite-nos viajar à sua identidade. Terá o Diabo sido inventado pelo homem ou pela igreja para justificar os erros de Deus? O autor aponta ainda para a possibilidade de o Diabo ser uma entidade consciente com capacidade de explorar as nossas fraquezas.

 

É um privilégio ter acesso a um dos 400 exemplares destas “Reflexões do Diabo”, saídas da caneta de João Cerqueira, com a ilustração singular de Horácio Frutuoso. Trata-se do nº 98 da colecção Bang! da editora Saída de Emergência, descrita por George R. R. Martin como “uma lista fabulosa dos mais importantes nomes da ficção científica, fantasia e horror”.

 

__________

 

João Cerqueira

 

Reflexões do Diabo

 

Saída de Emergência

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

A FRASE

Os fatos não deixam de existir só por serem ignorados. (J. Sádaba)

PUB

NOVIDADES

Originais

Opinião