Opinião dos Leitores

Newsletter

Tradutor

Livros & Leituras TV

Entrevistas

A chave

GÉNERO - Fantástico

 

Michel Lemercier é um jogador de xadrez profissional. Um dia, num torneio, é abordado por uma mulher misteriosa – Lucrezia – que lhe propõe juntar-se a uma partida centenária que duas famílias inimizadas – os Bianco e os Zwart – vêm a desenvolver desde a época das Cruzadas. O que ela não lhe revela é que este jogo não se desenrola em escaques pretos e brancos: o seu tabuleiro é o mundo. 

“A Chave” venceu o Prémio Branquinho da Fonseca de Conto Fantástico 2009. O seu estilo é muito mais directo, em comparação com os romances do autor, ao apostar na perfeição da estória e na eficácia narrativa, para culminar com um final surpreendente.

Rui Herbon nasceu em Lisboa em 1972. Dedica-se exclusivamente à escrita desde 2001, tendo publicado quatro romances na Parceria A.M. Pereira: “Voar como os pássaros, chorar como as nuvens (um filme português)”, Prémio Eixo-Atlântico 2002; “Absinto (a inútil deambulação da escrita)”, Prémio António Paulouro 2004; “Os girassóis”, prefaciado por Urbano Tavares Rodrigues; e “O romper das ondas”, Prémio Literário Cidade de Almada 2008.

 

__________

 

Rui Herbon

 

A Chave

 

Parceria A.M. Pereira

 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

A FRASE

A felicidade consiste em não seres feliz e que isso não te importe. (Miguel D'Ors)

PUB

NOVIDADES

Originais

Opinião