Opinião dos Leitores

Newsletter

Tradutor

Livros & Leituras TV

Entrevistas

Deixei-te o sorriso em casa

GÉNERO - Romance Português

 

 

 

«Nunca consegui perceber muito a fundo, ou teria medo de perceber, porque choraste calada quando leste o papel azul, Isabel, emocionada com elas, essas palavras tão minhas e por mim ajeitadas em letra escorrida, como se as falasse:
Tento que gosto, assim, quando vens ter comigo, daqui a meia hora, não muito mais, saída desse sono do qual te puxei com a leveza que mereces. Tanto que gosto, assim, melhor que ir-te buscar ou tu a mim. Porque aqui fico pousado a olhar os peixes, os barcos e “as raparigas em flor”. Nesta espera, a fazer-se, o melhor do dia chegará contigo.»

 

O excerto acima foi transcrito do novo livro do jornalista António Santos – “Deixei-te o Sorriso em Casa”.

 

António Santos é um homem multifacetado. Dedicado a várias artes, é jornalista desde 1974, foi repórter, pivot, editor, chefe de redacção. Foi também assessor de imprensa e escreveu muitos artigos na imprensa escrita.

 

Após se ter iniciado no romance em 2007 com “O Pescador de Girassóis”, “Deixei-te o Sorriso em Casa” é a sua última obra. Um livro cheio de emoção e nostalgia entre Nuno, cuja herança o leva à profissão de livreiro, e Isabel.

 

Entre a calmaria da Beira Baixa e a agitação de Madrid, dos mosteiros ortodoxos da Grécia ao enigmático deserto marroquino, há paixões que nascem e morrem, promessas que não se cumprem. Porque todos podemos ser tentados e tentadores.

 

Uma história de amor, amizade, conquista, confiança e luz. Em suma, «Para onde quer que tenhas ido, onde quer que estejas, estarás sempre comigo para além do tempo».

 

___________

 

António Santos

 

Deixei-te o Sorriso em Casa

 

Oficina do Livro

Comentar


Código de segurança
Atualizar

PUB

NOVIDADES

A FRASE

Um homem que nunca muda de opinião, em vez de demonstrar a qualidade da sua opinião demonstra a pouca qualidade da sua mente. (Marcel Achard)

Originais

Opinião