Opinião dos Leitores

Newsletter

Tradutor

Livros & Leituras TV

Entrevistas

Carlos Rodrigues:" Inspiro-me em episódios reais com os quais me fui cruzando ao longo da vida"

Avaliação: / 2
FracoBom 

ENTREVISTAS - Escritores

alt

Carlos Rodrigues nasceu em Lisboa, cidade que aprendeu a amar desde cedo. Licenciou-se em Organização e Gestão de Empresas no ISEG, e seguiu uma carreira profissional na indústria seguradora. Em paralelo foi escrevendo, sobretudo poesia. Recém pré-reformado, decidiu que era a altura de dar forma, de dar vida, aos poemas que escolheu para publicar o seu primeiro livro – Mulher dos Cabelos Cor do Sol.

Livros & Leituras - Como e quando começou a interessar-se por literatura?

Carlos Rodrigues: O meu interesse pela literatura iniciou-se quando frequentei a minha turma de Português no Passos Manuel em 1975. Lemos vários autores portugueses, vivos, e chegámos a falar com alguns sobre a sua obra. Elejo José Gomes Ferreira como o que mais me marcou na altura.

Livros & Leituras - Por que motivo resolveu escrever livros?

Carlos Rodrigues: Nesse ano comecei a escrever poemas, atraído pelo que ia conhecendo. Até hoje esse bichinho ficou sempre dentro de mim.

Livros & Leituras - Qual foi a obra que mais gostou de escrever e porquê?

Carlos Rodrigues: Este foi o meu primeiro livro, mas espero que ainda consiga escrever mais.

Livros & Leituras - Em que é que se inspira para escrever um livro?

Carlos Rodrigues: Quase sempre em episódios reais com os quais me fui cruzando ao longo da minha vida.

Livros & Leituras - Se não fosse escritor, o que gostava de ser?

Carlos Rodrigues: Sem qualquer dúvida, realizador de cinema. A par da escrita, a arte que mais me fascina é o cinema.

Livros & Leituras - Quais são seus autores preferidos?

Carlos Rodrigues: Tantos que é difícil eleger os preferidos. Mas Eugénio de Andrade, David Mourão Ferreira, Lobo Antunes, Paul Auster e, claro, José Gomes Ferreira.

Livros & Leituras - Que conselho daria a alguém que deseje vir a ser escritor?

Carlos Rodrigues: Que não faça como eu fiz - publicar o primeiro livro aos 60 anos de idade! escrever, escrever sempre. Todos os dias. Vencer a folha branca.

Livros & Leituras - Para quando um novo projeto editorial?

Carlos Rodrigues: Espero que ainda este ano. Fiquei muito feliz por ter concretizado o meu sonho de publicar este livro. Agora quero fazer mais. É egoísta não partilhar aquilo que fazemos, desde que nos agrade muito.

Livros & Leituras - Agora que já conhece a revista Livros & Leituras, que opinião tem deste projeto editorial sem fins lucrativos?

Carlos Rodrigues: Acho maravilhoso. Em Portugal a arte, o processo criativo é tão pouco acarinhado por quem deveria fazê-lo que ainda me surpreende existir tanta coisa e de tanta qualidade a ser feita, com tanto sacrifício, mas a ser feita. Para vocês o meu obrigado por divulgarem o que se faz porque sim, porque gostam, porque o vosso retorno está dentro dos vossos corações.

Nota introdutória:

Carlos Rodrigues nasceu em Lisboa, cidade que aprendeu a amar desde cedo. Licenciou-se em Organização e Gestão de Empresas no ISEG, e seguiu uma carreira profissional na indústria seguradora. Em paralelo foi escrevendo, sobretudo poesia.

Recém pré-reformado, decidiu que era a altura de dar forma, de dar vida, aos poemas que escolheu para publicar o seu primeiro livro – Mulher dos Cabelos Cor do Sol.

Comentar


Código de segurança
Atualizar

A FRASE

Um homem terá pelo menos dado a partida para a descoberta do sentido da vida humana quando começar a plantar árvores frondosas sob as quais sabe muito bem que jamais se sentará. (D. Elton Trueblood)

PUB

NOVIDADES

Originais

Opinião