Opinião dos Leitores

Newsletter

Tradutor

Livros & Leituras TV

Entrevistas

Ana Cláudia Dâmaso: "O bichinho da literatura mordeu-me desde muito cedo"

Avaliação: / 0
FracoBom 

ENTREVISTAS - Escritores

alt

Ana Cláudia Dâmaso nasceu em Lisboa, no ano de 1992 e frequentou o curso de Línguas, Literaturas e Culturas na Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Sempre possuiu uma mente criativa e, desde muito nova, sentiu a necessidade de colocar as suas ideias no papel. Considerando-se uma amante de artes, doida por desporto e ávida por informação, Ana encontra inspiração nos pequenos pormenores da vida quotidiana, da qual gosta de quebrar as suas rotinas. Adora viajar e conhecer novos lugares, instalando-se no Porto, cidade pela qual se apaixonou nos finais de 2015, para concluir esta sua primeira obra, deixando a casa dos seus pais, em Santarém, onde cresceu, para dar asas ao seu grande sonho: tornar-se uma autora publicada.

Livros & Leituras - Quem é?

Ana Cláudia Dâmaso: Ana Cláudia Dâmaso

L&L - Como e quando começou a interessar-se por literatura?

ACD: O bichinho da literatura mordeu-me desde muito cedo. Lembro-me da minha mãe ler-me as histórias das princesas da Disney e os livros do Harry Potter antes de dormir… E os livros levavam-me para pequenos mundos dentro da minha cabeça que eu adorava (e ainda adoro) explorar.

L&L - Por que motivo resolveu escrever livros?

ACD: Acho que, desde os meus dez anos, senti aquela necessidade de, não só explorar os mundos dos livros, mas também de criar os meus próprios mundos. Sempre fui uma pessoa naturalmente criativa e já havia tentado escrever dois livros antes… Mas acho que, na altura, era ainda muito nova; muito imatura para conseguir concluí-los. Apesar de esses mundos não estarem esquecidos, precisei de “encontrar” um mundo que realmente me chamasse a total atenção para esquecer tudo o resto que me estava a acontecer na vida e tentar realizar o meu sonho que sempre foi escrever livros.

L&L - Qual foi a obra que mais gostou de escrever e porquê?

ACD: Essa é fácil! O meu primeiro livro “Koldbrann – parte 1: Rebeldes”, porque é, para já, a única obra que tenho concluída.

L&L - Em que é que se inspira para escrever um livro?

ACD: Sinceramente, nem eu sei! Inspiro-me um pouco em tudo… No que está à minha volta… Nos pequenos detalhes das ruas, nas fachadas de um monumento, nos mistérios da História e das mitologias, numa boa conversa, na personalidade de uma pessoa, na natureza, na letra de uma música, etc…

L&L - Se não fosse escritor, o que gostava de ser?

ACD: Guionista. O que eu quero é escrever! [risos]

L&L - Quais são seus autores preferidos?

ACD: J. K. Rowling, J. R. R. Tolkien, Fernando Pessoa e José Saramago.

L&L - Que conselho daria a alguém que deseje vir a ser escritor?

ACD: Para nunca desistir dos seus sonhos. Nada é impossível, se se dedicar de alma e coração.

L&L - Para quando um novo projeto editorial?

ACD: Vou lançar o meu primeiro livro dia 9 de Julho deste ano… Mas ainda anteontem [12 de Junho de 2016] comecei a escrever o segundo volume da colecção Koldbrann…

L&L - Agora que já conhece a revista Livros & Leituras, que opinião tem deste projeto editorial sem fins lucrativos?

ACD: É de louvar o trabalho que tem sido feito na L&L, pois é um bom local para encontrar e conhecer escritores e os seus trabalhos..

Comentários   

 
0 #1 Ana Maria Miguel 29-07-2016 10:33
Bela entrevista. Parabéns...

Ana
 

Comentar


Código de segurança
Atualizar

PUB

NOVIDADES

A FRASE

Não ser amado é uma simples desventura. A verdadeira desgraça é não saber amar. (Autor desconhecido)

Originais

Opinião